E tudo mudou...   
 E tudo mudou... 
O rouge virou blush,
O pó-de-arroz virou pó-compacto,
O brilho virou gloss,
O rímel virou máscara incolor; 
A Lycra virou stretch,
Anabela virou plataforma;
O corpete virou porta-seios ...
Que virou sutiã ...
Que virou lib ...Que virou silicone! 
A peruca virou aplique ... interlace ... megahair ... 
alongamento!
A escova virou chapinha,
"Problemas de moça" viraram TPM;
Confete virou MM;
A crise de nervos virou estresse,
A chita virou viscose,
A purpurina virou gliter,
A brilhantina virou mousse ...

O álbum de fotos agora é mostrado por email,

Ninguém mais vê:
 
Ping-Pong porque virou Babaloo,
             
O à-la-carte porque virou self-service,
A tristeza porque agora é depressão,
O espaguete porque virou Miojo pronto,
A paquera porque virou pegação,
A gafieira porque virou dança de salão, 
O que era praça virou shopping,
A areia virou ringue,
A caneta virou teclado,
O long play virou CD,
A fita de vídeo é DVD,
O CD já é MP3,
É um filho onde éramos seis,
O namoro agora é virtual,
A cantada virou torpedo,
E do "não" não se tem medo,
O break virou street, 
O samba, pagode
O carnaval de rua virou Sapucaí,
O folclore brasileiro, halloween
O piano agora é teclado, também ...
O forró de sanfona ficou eletrônico,
Fortificante não é mais Biotônico,  
Bicicleta virou Bis,
Polícia e ladrão virou counter strike, 
Folhetins são novelas de TV,
Fauna e flora a desaparecer,
Lobato virou Paulo Coelho,
    
Caetano virou um chato,
Baby se converteu,
RPM desapareceu,
Elis ressuscitou em Maria Rita?
          
Gal virou fênix,
Os halteres viraram bomba,
A ergométrica virou spinning,
A tanga virou fio dental ... 
. . . E o fio dental virou anti-séptico bucal
Raul e Renato,
Cássia e Cazuza,
        
Lennon e Elvis, 
Todos anjos
Agora só tocam lira... 
A AIDS virou gripe,
A bala antes encontrada agora é perdida,
A violência está coisa maldita!
A maconha é calmante,
O professor é agora o facilitador,
As lições já não importam mais,
A guerra superou a paz, 
E a sociedade ficou incapaz...
 ... De tudo.
. . . Inclusive de notar essas diferenças.

“Pois o que pesa no norte, pela lei da gravidade,
disso Newton já sabia! Cai no sul grande cidade
São Paulo violento, corre o rio que me engana..”

Fotografia 3x4 (Belchior)

Tissiani Cavalcanti, pernambucano, nascido as margens dos canaviais da Usina Catende, sul de Pernambuco, ainda pequeno cumpriu a sina profética da música de Belchior, foi com a família para São Paulo, onde encaminhou seus estudos e carreira profissional. Formado em Filosofia (Universidade de São Paulo), e em Teologia (Faculdade Teológica Batista de Brasília), cursou Pós-Graduação em Propaganda e Marketing, na ESPM/RJ – Escola Superior de Propaganda e Marketing do Rio de Janeiro. Professor Universitário, tem especialização nas áreas de Planejamento Estratégico, Planejamento Educacional, e Orçamento Empresarial. Seus 40 anos de experiência profissional nas áreas pública e privada, formaram nele uma visão de mundo muito peculiar. Conferencista Internacional, tem ministrado palestras na Europa e America Latina. Hoje colabora voluntariamente com o site Imagensefatos, compartilhando suas idéias com nosso público. Os interessados podem se comunicar com o Professor Tissiani através do  e-mail: tissianiprofessor@imagensefatos.com

Uma questão de motivação!

A breve história que passo a contar é absolutamente verdadeira, apesar de os acontecimentos narrados parecerem irreais devido a sequência relativamente desastrosa dos fatos.
Entretanto caro internauta possa garantir que os fatos efetivamente aconteceram na ordem em que são narrados.
Um certo homem investe tudo o que tem numa pequena oficina. Trabalha dia e noite, dormindo apenas quatro horas por dia. Dorme ali mesmo, entre um pequeno torno e algumas ferramentas espalhadas.
Para poder continuar seus negócios, empenha sua casa e as jóias da esposa. Quando, finalmente, apresenta o resultado de seu trabalho a uma grande empresa, recebe a resposta que seu produto não atende ao padrão de qualidade exigido.
O homem desiste?
Não! Volta à escola por mais dois anos, sendo vítima da chacota de seus colegas e de alguns professores, que o chamam de "louco".
Dois anos depois de haver concluído o curso de Qualidade, a empresa que o recusara, finalmente, fecha contrato com ele.
Seis meses depois, vem a guerra. Sua fábrica é bombardeada duas vezes.
O homem se desespera e desiste?
Não! Reconstrói sua fábrica... Mas um terremoto novamente a arrasa. (As leis de Murphy se aplicam “muito bem” ao sujeito!)
Você pensará, é claro: bom, agora sim, ele desiste! Mais uma vez, não!
Imediatamente após a guerra há uma escassez de gasolina em todo o país e este homem não pode sair de automóvel, nem para comprar alimentos para sua família.
Ele entra em pânico e decide não mais continuar seus propósitos? Não!
Criativo, ele adapta um pequeno motor à sua bicicleta e sai às ruas.
Os vizinhos ficam maravilhados e todos querem as chamadas "bicicletas motorizadas". A demanda por motores aumenta e logo ele não conseguiria atender todos os pedidos!

Decide montar uma fábrica para a novíssima invenção. Como não tem capital, resolve pedir ajuda para mais de quinze mil lojas espalhadas pelo país.
Como a idéia parece excelente, consegue ajuda de 3.500 lojas, as quais lhe adiantam uma pequena quantia em dinheiro.
Hoje, a Honda Corporation é um dos maiores impérios da indústria automobilística!
Esta conquista foi possível porque o Sr. Soichiro Honda, o homem de nossa história, não se deixou abater pelos terríveis obstáculos que encontrou pela frente.

Ele estava motivado para vencer!
Quantos de nós desistimos por muito menos?
Quantas vezes o fazemos ao enfrentar pequenos problemas?
Todas as coisas são possíveis, quando sustentadas por sonhos e valores consistentes.

Você está MOTIVADO PARA VENCER?

Hoje (06/08/09) gostaria de compartilhar com vocês um excelente texto de Luis Fernando Veríssimo que 
recebi há algum tempo, espero que vocês gostem e reflitam. (as imagens eu agreguei para ilustrar)

Abraços
 
Professor Tissiani

EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA: Quebrando Paradigmas e Formando uma Nova Cultura Educacional

  "Nunca ande pelo caminho traçado, pois ele conduz somente até onde os outros foram."

 

Alexandre Graham Bell

Pensar o novo, o diferente, o alternativo é sempre um desafio diante dos problemas que nos são apresentados. Porém é exatamente quando os desafios se nos apresentam que somos capazes de demonstrar o quanto podemos ser criativos e inovadores.

É exatamente neste contexto que a Educação Superior brasileira se encontrava a menos de uma década. O que fazer diante do desafio de levar uma educação superior de qualidade, aos mais distantes rincões deste país. O que fazer para inserir num contexto e ambiente universitário milhões de brasileiros que concluíram o ensino médio, e que pela falta de oportunidade ou oferta de cursos locais ou próximos de suas cidades, estavam parados no tempo e no espaço, sem alternativa para continuar seu processo de formação superior.

O Paradigma estabelecido neste sentido era de que ou se criava e construía universidades por todo país, ou os interessados teriam que migrar para os grandes centros em busca da informação e do conhecimento.

Prevalecia o pensamento do ensino presencial, entre quatro paredes de uma sala de aula, com um professor que personificava a presença do saber no campus universitário, este era o “caminho traçado” há séculos mundo afora.

A Educação a Distância, mais conhecida como EAD, veio responder aos desafios acima expostos e apresentar um modelo capaz de conciliar qualidade de ensino com acessibilidade aos milhares ou milhões de alunos que concluíram o ensino médio e que gostariam de continuar seus estudos, um novo e diferente caminho.

É neste sentido que o Ministério da Educação tem incentivado, tanto no âmbito da iniciativa privada, quanto nas instituições públicas, o desenvolvimento de ações que promovam a Educação a Distância.

O que era sonho tornou-se realidade, quebrando paradigmas e estabelecendo uma nova cultura educacional, onde o aluno é sujeito de sua formação e o principal ator no processo de aprendizagem.

O resultado é que hoje a Educação a Distância conta com mais de 300.000 alunos nos mais diversos cursos de Graduação Superior e Licenciatura, o que estimula a continuação da trajetória neste novo caminho com o lançamento  de novos cursos de graduação e pós-graduação a distância.

A acessibilidade tanto física quanto financeira é mais que uma oportunidade é um desafio para você que deseja conquistar uma graduação superior e buscar novos horizontes em termos de emprego e qualidade de vida.

Não perca mais tempo, procure uma instituição séria ou mesmo uma oportunidade nas instituições públicas que já ofertam cursos a distância e busque um novo rumo para sua vida.

Determinação e coragem, é o que você precisa para enfrentar este desafio, boa sorte e sucesso!

  Até breve,

Prof. Tissiani Cavalcanti